flor-de-lotus-significado-e-simbolismo-d
logo_grupotheta_oficial.png

Blog

Buscar
  • Astrid Gambardella - Psicóloga

Coragem - uma das virtudes humanas


Uma vez escutei de um professor de filosofia a seguinte frase: “ Se queremos construir algo em nossas vidas, devemos ter pequenos atos de coragem.”

A pessoa corajosa também sente medo, a diferença é que esta pessoa não deixa o medo influenciar nas suas decisões.

Sentir medo também é importante, já que ele nos afasta dos perigos e nos protege. O problema é o excesso de medo que nos paralisa e nos tira a coragem.

Por que sentimos medo?

O medo faz parte da nossa sobrevivência. Ao colocar a mão no fogo, imediatamente você vai tirá-la, pois vamos ter a sensação de que algo ruim poderá acontecer. Este é um medo positivo, pois ele estará ajudando a te proteger ou te preservar.

Agora existem as pessoas que tem medo de tomar decisões. Este é um outro tipo de medo. Este medo está relacionado com a autoconfiança, com a capacidade de sair da zona de conforto e fazer escolhas.

Aprenda a ser sincero

Por que é tão difícil dizer a verdade quando um amigo nos chama para fazer algo que não estamos com vontade de fazer?

Às vezes não queremos ser desagradáveis, mas ao mesmo tempo, estamos inventando desculpas para nos sentirmos melhor em relação àquilo que não conseguimos fazer da forma que gostaríamos.

Ser sincero não é fácil, por isso muitas vezes preferimos nos enganar e enganar o outro. O problema é que cada vez que inventamos uma desculpa para alguém, também estamos inventando uma desculpa para nós mesmos. Quanto mais honestos formos conosco, mais fácil vai ser priorizar o que é realmente importante nas nossas vidas. Por isso é importante aprender a dizer não sem se sentir culpado.

Estabelecendo prioridades

Você sabia que fica mais fácil parar de inventar desculpas quando temos consciência de quais são as nossas prioridades?

Aprender a priorizar nos ajuda a entender o que realmente é importante para nós e com isso, dedicamos mais tempo e até dinheiro para fazer coisas e estar com as pessoas que nos farão felizes.

Se a sua prioridade é ser promovido, ganhar um aumento de salário ou ter um apartamento próprio e um carro bonito, você não pode reclamar que está trabalhando muito. Quando a meta é clara, o caminho para se chegar lá também se torna claro. Mas se você quer ter mais tempo para aproveitar a vida, sair com a família ou amigos, talvez tenha que de rever suas prioridades. Por isso é muito importante saber realmente o que se quer.

Para fazermos escolhas, precisamos nos desarmar, abrir as algemas que nos prendem e é neste momento que nos deparamos com a necessidade de fazer as escolhas e estar preparado para algumas perdas.

É por isso que muitas pessoas não tomam decisões. Com medo de sair da zona de conforto, permanecem apenas com seus desejos, mas na verdade não tem a intenção de mudar nada em suas vidas.

As verdadeiras escolhas implicam em consciência, em saber o que se quer realmente e ter as atitudes para se construir as mudanças necessárias.

Por outro lado existem pessoas que querem fazer as escolhas certas, no entanto não percebem o processo de auto sabotagem que está ocorrendo em suas vidas.

Eu conheço uma história de duas amigas de infância onde uma só juntava dinheiro, pois o seu sonho era ter um apartamento, enquanto isso a outra resolveu sair viajando pelo mundo. Passado alguns anos, a primeira conseguiu ter o seu apartamento, enquanto a outra conheceu 20 países diferentes. Qual é a diferença entre elas ?

Diferentes prioridades levaram a diferentes resultados. Por isso é muito importante saber o que realmente se quer e conhecer os resultados destas escolhas.

O que plantamos é optativo, você pode escolher, mas a colheita estará sempre relacionada ao que foi plantado, neste momento não há o que fazer.

A importância de ter atitudes positivas

Muitas pessoas sabem e repetem várias e várias mensagens de autoajuda, no entanto não tomam nenhuma atitude para mudar ou melhorar suas vidas. Eu sinto informar, mas ficar repetindo as lindas mensagens e não fazer nada ou não por em prática, não vai mudar a sua vida.

Ser corajoso não é fazer tudo o que vem na mente, mas avaliar as reais consequências das nossas decisões, ponderá-las de acordo com as nossas prioridades e com aquilo que estamos dispostos a perder para poder ganhar. Ter coragem implica em ter perseverança, ter constância nas escolhas e idéias, humildade e responsabilidade.