flor-de-lotus-significado-e-simbolismo-d
logo_grupotheta_oficial.png

Blog

Buscar
  • Astrid Gambardella - Psicóloga

Seja persistente, não desista dos seus sonhos!

Atualizado: Set 27

Ser persistente é a capacidade de seguir em frente, apesar dos obstáculos, em prol de um objetivo ou de um sonho.


Seja no amor, na saúde, na aparência física, no lazer, nos estudos ou no trabalho, você não conseguirá obter o que deseja, sentir o prazer e a sensação de vitória se não for persistente o bastante para isso.


Muitas vezes é por falta de ser persistente que as pessoas deixam de estudar, desistem da viagem dos sonhos, param de ir à academia e muitas outras coisas e no futuro, poderá sentir desânimo e arrependimento.


Conheça os 4 pontos que com certeza vão te ajudar:


1 - Propósito


Para lutar em prol de alguma coisa, precisamos acreditar naquilo que nos propomos fazer e ter certeza do que queremos, pois os desafios são sempre grandes e se houver dúvida, a chance de desistência será muito maior.


Para que lutemos com garra em favor de alguma coisa, a certeza de que aquilo será bom para nossas vidas, é o combustível e o incentivo para continuar seguindo adiante.


2. Autoconfiança para ser persistente


Nossos sonhos são do tamanho da confiança que temos em nós mesmos. De nada adianta estabelecermos uma meta se, de antemão, achamos impossível de ser cumprida.


Para ser persistente, portanto, você precisa se conhecer e ter plena consciência das suas capacidades e habilidades, pois somente assim acreditará que terá a força necessária, o conhecimento e a habilidade para atravessar todos os obstáculos que aparecerão e, ao final, obter o êxito sonhado.


3. Saiba lidar com os problemas


Saber lidar com os problemas faz parte de uma inteligência emocional, quer dizer, a capacidade de administrar os próprios sentimento. O que importa não é o que acontece, mas como você reage as situações.


4. Flexibilidade


O mundo simplesmente é regido por inúmeros fatores. E sim, as coisas podem sair do nosso controle e as vezes não podemos fazer nada a respeito disso, além de nos adaptarmos. Uma pessoa flexível, por exemplo, consegue se adaptar de maneira fácil a diferentes ambientes, atividades ou situações.